03 maio, 2011

« Amar é como uma droga. No princípio vem a sensação de euforia, de total entrega. Depois, no dia seguinte, tu queres mais. Ainda não te viciaste, mas gostaste da sensação e achas que podes mantê-la sobre controlo. Pensas nela por dois minutos e esqueces por três horas. Mas aos poucos, acostumas-te com aquela pessoa, e passas a depender completamente dela. Então pensas por três horas e esqueces por dois minutos. Se ela não está perto, experimentas as mesmas sensações que os viciados tem quando não conseguem arranjar droga. Nesse momento, assim como os viciados roubam tu também estarás disposto a fazer tudo por esse amor. »


4 comentários:

  1. gosto muito do blog, agora sigo, beijinho (:

    ResponderEliminar
  2. Obrigada por seguires, também já estou a seguir :)
    Ahh, e adoreiiii esse texto *.*

    ResponderEliminar
  3. Não podes depender de alguém, porque se um dia essa vai embora, é muito mais difícil. Torna-se complicado retroceder, e voltar a rotina que tinhas.
    Mas o texto está muito bom :)

    ResponderEliminar